FBCP Virtual

FBCP forma 1ª turma do curso de aperfeiçoamento de Gestão e Controle da Segurança Privada

No dia 21 de agosto foi realizado o encerramento da 1ª Turma do Curso de Aperfeiçoamento de Gestão e Controle da Segurança Privada.  A Fundação Brasileira de Ciências Policiais – FBCP foi representada na cerimônia pelo seu Presidente do Conselho de Curadores Cláudio Tusco e pelo Diretor Presidente Getúlio Bezerra.

A 1ª Turma do Curso de Aperfeiçoamento concluída em São Paulo foi realizada em parceria com a Associação Brasileira de Empresas de Vigilância (Abrevis), contando com a participação de diretores e gestores de Empresas de Segurança Privada e Policiais Federais lotados na Delesp/SR/SP. O evento de encerramento também contou com a presença da Coordenadora Geral de Controle em Segurança Privada do Departamento de Polícia Federal, Silvana Helena Vieira Borges.

O Presidente da Abrevis, Jose Jacobson Neto, destacou o alto nível do curso, que contribuiu para construir uma relação mais próxima e respeitosa entre representantes de empresas regulares de segurança privada e autoridades do órgão regulador, todos na condição de alunos ou palestrantes, interagindo para a mútua compreensão das questões que afetam o dia-a-dia das respectivas atividades. "Foi de grande importância a parceria da nossa entidade com a FBCP, que possibilitou reunir especialistas das áreas pública e privada para discutirem em ambiente acadêmico as questões mais relevantes do nosso segmento profissional”, disse.

A Coordenadora Geral de Controle em Segurança Privada do Departamento de Policia Federal, Silvana Helena Vieira Borges, considerou que o curso foi uma excelente oportunidade para atualizar, aprofundar e disseminar conhecimentos da doutrina e legislação de segurança privada, além de ter servido para fomentar a cooperação mútua entre todos os envolvidos diariamente na área de segurança privada. “Essa constatação fortaleceu minha convicção de que cursos de capacitação e oficinas para troca de experiências são essenciais para o desenvolvimento do setor. Como todos sabem, a atividade de segurança privada é complementar à atividade de segurança pública, ao encargo do Estado por designação constitucional. Nesse cenário, cabe à Polícia Federal, especificamente à Coordenação-geral de Controle de Segurança Privada, fazer o controle da segurança privada, com o fim de manter a harmonia e a lisura desse delicado sistema complementar”, concluiu.